A pregação de João Batista

“Leia como complemento em Mt 3.1-1; Mc 1.1-8, também Jo 1.6-34. Tendo recebido um chamado de Deus, João principiou a pregar o arrependimento na região do Jordão e empregava o batismo como um sinal de arrependimento, cumprindo desta maneira uma profecia de Isaías (2-6). Ele advertia as multidões que iam para serem batizadas que produzissem frutos como prova de arrependimento e dava-lhes direções práticas para abandonar os pecados que os envolviam e fazer o dever especial que era requerido deles (7-14). Em meio à reação de maravilha que chegou a despertar, João lhes contava o porquê dele batizar com água e anunciava também que o Messias estava para vir depois dele e então batizaria com o Espírito Santo e executaria o julgamento (15-17). Lucas, então, completa o seu relato com relação ao Batista, a esta altura, narrando como o seu ministério foi terminado abruptamente com o seu encarceramento, ficando então nas mãos de Herodes, cujo pecado ele havia reprovado (18-20). Leia também Mt 14.1-12; Mc 6.14-29.

Voz do que clama . O sentido geral da passagem citada de Is 40.3-5, é um chamado para preparar um caminho através do deserto para a chegada de um rei. A ira vindoura . O povo pensou que o julgamento do Messias seria executado sobre seus opressores gentios. João advertiu-os com respeito ao julgamento vindouro para os próprios judeus, declarando que isso era iminente”.

Fonte: O novo comentário da Biblia.

Cadu
Siga-me

Cadu

Nossos dias são cheios de desafios que, se aproveitados, transformam-se em oportunidades relevantes para obtermos resultados. Tecnólogo, Jurista, Teólogo e SEO do Multiplicador de Conhecimento.
Cadu
Siga-me
0 Compart.
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
+1