Da série filmes: A bíblia e as Crônicas de Nárnia.

Ao escrever sobre os filmes e seus paralelos com a Bíblia, não quero julgar e muito menos fazer uma propaganda aos autores ou a indústria cinematográfica, quero apenas demonstrar o conhecimento teológico contigo nos relatos pelas visões subliminares contidas há tempos no ímpeto do ser humano a buscar seu criador. Não apenas As Crônicas de Nárnia nos trazem paralelos, assim como inúmeros filmes. Ler mais

Da série filmes: Apocalipse e Ragnarok.

Há tempos quero escrever algumas crônicas sobre os filmes que temos visto e vividos nos últimos anos e toda a gama de historicidade bíblica contida em cada uma deles. É de salientar que a cada dia que passa Hollywood têm mostrado escancaradamente histórias pagãs ou religiosas que contemplam a Bíblia Sagrada e nos faz vermos como o mundo conhece e ao mesmo tempo desconhece os fatos descritos nas Escrituras Sagradas. Ler mais

Crescendo na semelhança de Cristo!

No início de cada novo ano eu escolho um versículo da Escritura para rezar e meditar todos os dias nos próximos 12 meses. Meu propósito é pedir a Deus para tecer essa verdade no tecido da minha vida. Eu posso testemunhar a nitidez da Palavra ao discernir os pensamentos e as intenções do meu coração. Eu poderia escrever uma história espiritual da minha vida, revisando as passagens da Escritura que eu refleti por mais de 25 anos. Ler mais

Quem são os reis magos do oriente?

Eles normalmente recebem quarta cobrança em peças de Natal. Equipados com roupões de banho e coroas de papelão, eles apresentam caixas de sapatos para a boneca na manjedoura. Nas proximidades, há gado-a-baixo, anjos e pastores muito jovens para falar partes. Eles são os “homens sábios”. Imortalizados em Mateus 2: 1-12 e vestidos em nossa consciência coletiva pela música “Nós Três Reis”, essas figuras têm sido um pilar nos relatos do nascimento de Jesus durante séculos. Ler mais

A igreja precisa de plantadores e não empresários.

Quando fui avaliado pela primeira vez como plantador de igrejas, as pessoas geralmente perguntaram se eu pensava em mim mesmo como um tipo empreendedor. Eu acredito que foi uma pergunta justa.  Pessoas normais talvez não saibam distinguir. Normais que digo, por que não conhecem o reino celestial. Foi justo em parte por causa dos meus antecedentes. Imagine a pergunta feita com as sobrancelhas levantadas: Você acha que é empresário?  Ler mais