Dinossauros e a Arca de Noé

Semana passada estava em uma conversa informal com um colega acadêmico de teologia, e nos perguntamos, os dinossauros estiveram na Arca de Noé?  Como base, extraí um texto da internet , vamos ler.

Autoria / Fonte: Farid Abou-Rahme

Aqueles que aceitam a integridade e autoridade e autoridade da Palavra de Deus não têm nenhum problema em crer que Deus criou o homem e o dinossauro no mesmo dia. Gênesis nos diz que no sexto dia da Criação “fez Deus as bestas-feras da terra” e, no mesmo dia, disse Deus: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gn 1:25-26).

No entanto, somos confrontados com a informação de que os dinossauros tornaram-se extintos 70 milhões de anos antes que o homem surgisse na Terra. Tais ideias são promovidas e propagadas de uma forma agressiva por professores, livros, jornais científicos, programas de rádio e televisão e até mesmo em contos para crianças. Dizem-nos que isto é fato, ou seja, é o que os cientistas definiram, e é assinado com autoridade absoluta.

Podemos assegurar que não há nenhuma evidência na ciência de que os dinossauros viveram há milhões de anos. Os métodos de datar usados não têm nenhuma credibilidade científica, e a única razão pela qual os evolucionistas escolhem os milhões e bilhões de anos é porque sem eles a evolução é uma teoria morta!

Algumas das perguntas que as pessoas fazem quando falamos de dinossauros, são:

Se os dinossauros eram tão poderosos, por que não são mencionados na Bíblia?  Como os dinossauros caberiam na Arca de Noé?

Temos as respostas a estas perguntas baseado na evidência científica e na Palavra de Deus.

O nome “dinossauro” foi dado pelos paleontologistas aos fósseis enormes descobertos. Consequentemente, não se espera encontrar a mesma palavra na Bíblia. Entretanto, isto não significa que aqueles animais enormes não são mencionados na Bíblia. Lemos, no livro de Jó, sobre um animal chamado “Beemote” (outras traduções usam o nome “hipopótamo”). Estudando cuidadosamente a descrição do Beemote, concluímos, sem a menor dúvida, que ele é um “dinossauro”. Jó 40 fornece os detalhes necessários:

1. “Contempla agora o beemote, que Eu fiz contigo…” (Jó 40:15). Sem nenhuma sombra de dúvida, a Palavra de Deus é consistente e clara: Jó (homem) e beemote (dinossauro) foram criados juntos, no mesmo dia: “que Eu fiz contigo”!

“ Contemplas agora o beemote, que eu fiz contigo, que come a erva como o boi. Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre. Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos das suas coxas estão entretecidos. Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro”

2. “Move a sua cauda como cedro, os nervos das suas coxas estão entretecidos” (algumas versões inglesas dizem: “os tendões das suas pedras” – Jó 40:17). Alguns comentaristas dizem que o Beemote é um elefante, mas a cauda do elefante não é igual a um cedro! O cedro aponta “para cima”. Se os evolucionistas, especialmente os oficiais de museu de história natural, lessem a Bíblia, eles saberiam, através do livro de Jó, que a cauda do dinossauro apontava para cima como um cedro. Isto os teria poupado da vergonha que passaram há alguns anos, quando tiveram que fechar todos os museus de história natural ao redor do mundo para “corrigir a posição da cauda dos dinossauros!”. No início eles colocaram a cauda dos dinossauros para baixo. Depois, descobriram (eles mesmos) que se a cauda estivesse para baixo, o seu peso deixaria marcas junto às pegadas do dinossauro. Já que tais marcas não foram encontradas, “eles decidiram” que a cauda deveria apontar para cima! A segunda parte deste versículo descreve com exatidão a couraça que cobria alguns dinossauros e que “pareciam pedras entretecidas”.

3. “Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro” (Jó 40:18). Esta é uma descrição muito exata da resistência dos ossos do dinossauro, como revelam os fósseis escavados.

4. “Ele é obra prima dos caminhos de Deus” (Jó 40:19). Todos concordam que os dinossauros eram os maiores animais em existência. Jó, provavelmente, estava observando o que hoje chamamos de “Brachiossauro”, que pesava cerca de 90 toneladas e tinha cerca de 25 metros de comprimento. Certamente ele é obra-prima dos caminhos de Deus!

5. “Eis que um rio transborda, e ele não se apressa, confiando que o Jordão possa entra na sua boca” (Jó 40:23) . Este versículo descreve o tamanho deste animal e o fato do dinossauro andar devagar devido ao seu grande peso.

6. Podê-lo iam, porventura… com laços de furar o nariz?” (Jó 40:24). Uma característica particular dos Brachiossauros era que as suas narinas não ficavam na ponta do seu focinho, como na maioria do outros animais, mas ficavam num domo na parte superior da sua cabeça.

Qualquer pessoa que leia a descrição do Beemote, no livro de Jó, não terá dúvida de que o nome real do dinossauro é Beemote. Também é interessante notar que este nome vem de duas palavras que foram unidas e que, numa linguagem (idioma) usada nos dias do Velho Testamento (arábico) significava “nele há morte”! Que contraste com a descrição do Senhor Jesus: “… Nele estava a vida” (Jo 1:4) .

A segunda pergunta é sobre como os dinossauros poderiam caber na Arca de Noé. Sabe-se que havia lugar suficiente na Arca para dois exemplares de cada espécie, incluindo os dinossauros. Um dos andares da arca, construído de acordo com as instruções de Deus a Noé em Gênesis, poderia ter abrigado todos os animais. É coerente afirmar que Noé não precisava levar dinossauros muito grandes à bordo. Ele, provavelmente, levou exemplares novos e sadios.

 

Cadu
Siga-me

Cadu

Nossos dias são cheios de desafios que, se aproveitados, transformam-se em oportunidades relevantes para obtermos resultados. Tecnólogo, Jurista, Teólogo e SEO do Multiplicador de Conhecimento.
Cadu
Siga-me
  • Lucas Prado

    arca recebeu espécie primaria de animais 99% que poderia ser os dinossauros, temos que lembrar que ate a época de noé o povo vivia em uma terra pangeia, e tudo era diferente ate a distribuição do ar pq é uns dos pouco motivo para explicar anos absurdamente vividos pelo homens, depois do diluvio veio a era gelada, e então como toda boa especial sofreu mutações no ar e movimentação das terra, tudo mudou a cada espécie teve que se adequar a novos padrões de sobrevivência

  • Olá !!! Bruno tudo bem?
    Bom , acho que você estendeu o assunto dermais, tantos anos, tantas eras, o que foi no passdo hoje já não é mais, concerteza, prova esta de alguns répteis, masi fica aqui as dúvidas, o que você acha disso tudo?

  • Bruno

    Beleza eu concordo com o q vc diz. Mas essa estória linda nos leva à outra indagações do tipo : e onde estão esses dinossauros “salvos” atualmente? eles teriam ajudado os egipicíos a construirem as piramides? Q provas os criacionistas mostram para comprovar essa tese ? Os dinossauros foram domesticados pelo homem e utilizados em guerras? então foram criados só pra isso , ja q nao tinha animais maiores q eles?

    Obrigado pela atenção !

0 Compart.
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
+1