“…e fiz que chovesse sobre uma cidade…” Amós 4:7-8

Palmares-PE 27-06-00 (Roberto Silva) (Amós 4:7) – Além disso, retive de vós a chuva quando ainda faltava três meses para a ceifa; e fiz que chovesse sobre uma cidade, e não chovesse sobre a outra cidade; sobre um campo choveu, mas o outro, sobre o qual não choveu, secou-se. (Amós 4:8) – E andaram errantes duas ou três cidades, indo a outra cidade para beberem água, mas não se saciaram; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR.

Quando leio o texto do profeta Amós, me recordo das ameaças proféticas contra as nações em que Deus prometia destruir se não houvesse conversão. Profeta contemporâneo de Isaías, creio que suas palavras se aplicam muito bem, em relação os povos que se delitam em realizar festividades que não seja para engrandecer o Senhor todo-poderoso, (Amós 5:21) – Odeio, desprezo as vossas festas, e as vossas assembléias solenes não me exalarão bom cheiro. Entre os dias 23 e 24 de Junho, uma das maiores festas populares de Pernambuco, a festa de São João. Muita coincidênica para ser apenas coincidênica. O que quero relatar é que Deus, está julgando os ímpios, isto é, aqueles que têm conhecimento sobre Deus, mas não querem se converter a sua palavra. Veja abaixo um texto  sobre o que está acontecendo no Nordeste do Brasil.

“Subiu para 26 o número de mortos pelas chuvas em Alagoas, de acordo com o balanço divulgado pela Defesa Civil nesta segunda-feira (21). A Defesa Civil informou ao G1 que o número de desaparecidos é de 607, sendo 500 vítimas somente no município de União dos Palmares.

Os óbitos foram registrados nos municípios de: União dos Palmares , Murici , Branquinha , Rio Largo, Santana do Mundaú, Joaquim Gomes e Paulo Jacinto. Quinze municípios decretaram situação de emergência. São eles: Santana do Mundaú; Joaquim Gomes; São José da Lage; União dos Palmares; Jacuípe; Branquinha; Paulo Jacinto; Quebrangulo; Capela; Cajueiro; Atalaia; Viçosa; Rio Largo, Satuba e Murici.

No total, 26.141 pessoas estão desabrigadas. Segundo a Defesa Civil, os municípios que concentram o maior número de desabrigados são: União dos Palmares, com 9 mil; Murici, com 5 mil; Rio Largo, com 2 mil; e Viçosa , com 1,2 mil.  Doze mortes foram registradas em Pernambuco por causa das chuvas. Oito ocorreram no Recife. Outros óbitos também foram confirmados em Agrestina, Belo Jardim, Cortês e Jaboatão dos Guararapes. Mais de 42 mil pessoas tiveram de sair de suas casas por causa das chuvas. Segundo a Defesa Civil, Pernambuco tem 17.808 desabrigados e 24.552 desalojados”.

Fonte G1.com.br

Cadu
Siga-me

Cadu

Nossos dias são cheios de desafios que, se aproveitados, transformam-se em oportunidades relevantes para obtermos resultados. Tecnólogo, Jurista, Teólogo e SEO do Multiplicador de Conhecimento.
Cadu
Siga-me
0 Compart.
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
+1