O brasileiro se utiliza mais da televisão ou da internet para obter conhecimento dos fatos?

Uma pesquisa do CONECTA (http://conectaibrasil.com.br/), plataforma web do IBOPE Inteligência, sobre o comportamento do internauta brasileiro, revela que 88% assistem TV e navegam na internet ao mesmo tempo. Nesse momento, o smartphone é o dispositivo mais usado (65%), seguido pelo computador (28%) e pelo tablet (8%).

O brasileiro se utiliza mais do Smartphone, televisão ou tablet?

O brasileiro se utiliza mais do Smartphone, televisão ou tablet?
Ao navegarem na internet enquanto assistem TV, 72% acessam as redes sociais, 55% recorrem à internet para passar o tempo durante os comerciais, 48% resolvem outras coisas e 18% dizem que a TV não é interessante o suficiente para ter toda a sua atenção. Há também 17% que assistem TV e navegam na internet simultaneamente para interagir com o que está acontecendo na transmissão, mesmo percentual dos que discutem com amigos sobre o programa que estão assistindo e 10% que buscam mais informações sobre um comercial que assistiram.

O estudo aponta ainda que televisão e internet podem ser complementares: 96% dos internautas brasileiros já buscaram na internet algo que viram na TV.

Quer receber estudos Vips primeiro que todo mundo? Preencha o campo abaixo e seja um Multiplicador de Conhecimento.

O uso da televisão por causa da internet, e o uso da internet por causa da televisão.

O uso da televisão por causa da internet, e o uso da internet por causa da televisão.
Os internautas brasileiros assistem mais televisão e navegam mais na internet do que os americanos e canadenses. De acordo com uma pesquisa organizada pela Worldwide Independent Network of Market Research (WIN) e realizada no Brasil pelo IBOPE Inteligência, por meio de sua unidade de pesquisas online, o CONECTA, por aqui 95% dos internautas entrevistados navegam na internet todos os dias e 82% assistem televisão diariamente, média acima do verificado nos países da América do Norte.

A pesquisa mostra também que TV e internet são meios complementares, já que 72% da população de oito países das Américas navegam na web para buscar informações sobre algo que viram na televisão. Isso ocorre com mais força no Brasil, onde 96% dos entrevistados dizem fazer isso.

Os brasileiros navegam mais na internet que canadenses e americanos.

Assistir TV pelo smartphone também está se tornando comum, sobretudo no Brasil, onde esse hábito já é praticado na mesma proporção do que nos Estados Unidos. Na média das Américas, 24% dos habitantes assistem televisão pelo smartphone.

O uso do smartphone para assistir TV é mais comum em casa (69%) ou em transportes como ônibus e metrô (52%). Mas há também uma parcela significativa que faz isso no trabalho (43%), na casa de amigos (27%) e em restaurantes (26%).

O Brasil também é primeiro quando o assunto é assistir filmes e programas de TV por meio de serviços on demand (disponibilidade de assistir aos conteúdos na hora que quiser), como Netflix. No país, 49% assistem, no mínimo, semanalmente, o que coloca o Brasil no topo do ranking, junto com os Estados Unidos.
Brasileiros navegam na internet mais do que americanos e canadenses.

Sobre a pesquisa
Foram realizadas 8.533 entrevistas em oito países da América Latina, em maio de 2016. No Brasil, foram entrevistados 1.004 internautas.

Fonte: Ibope Inteligência

Como o cristão reage diante de tamanha tecnologia?

Hoje não existe a possibilidade de negarmos a tecnologia na vida das pessoas, inclusive do cristão.

Tempos atrás a televisão era vista como um vilão, entre outras coisas, que poderia modificar o pensamento e o intelecto das pessoas, por muitos foi vista como algo que não deveria ser utilizada.  A geração passada necessita da internet mais não tanto quando as novas gerações, a maioria dos jovens passa uma media de 3 horas por dia na frente do computador navegando na internet. Os sites mais visitados são as redes sociais, caixa de e-mail e sites de pesquisa.

Alguns nos dias de hoje trataram como sofismas, como o apóstolo Paulo assim nos ensinava, mentiras que pareciam verdadeiras. Durante algum tempo a internet foi vista como maléfica ao  cristão, foi-se pregado contra e até mesmo doutrinas e disciplinas foram criadas para os “ousados” usuários, da mesma maneira que aconteceu o mesmo com a TV e com a Radio, pois tudo que é novo assusta.

A questão não é o meio de comunicação em si, mas a forma que é usada, o pecado não está no computador ou na TV mais na pessoa que está utilizando, aquele com o controle nas mãos.O pecado não esta no fato de utilizar a televisão ou a internet, mais sim o meio pelo qual esses meios são utilizados para benefícios ou perda de produtividade, sendo esta por ocupação de tempo, ou alienação em assuntos que não edificam em nada.

Se utilizar de aplicativos, programas de computador ou programas de televisão que trazem benefício para uma vida atual e moderna é o que devemos fazer para nossos dias serem mais proveitosos e uteis.

Quer receber estudos Vips primeiro que todo mundo? Preencha o campo abaixo e seja um Multiplicador de Conhecimento.

 

 

Cadu
Siga-me

Cadu

Nossos dias são cheios de desafios que, se aproveitados, transformam-se em oportunidades relevantes para obtermos resultados. Tecnólogo, Jurista, Teólogo e SEO do Multiplicador de Conhecimento.
Cadu
Siga-me