Por que Uzá foi morto ? (II Samuel capítulo 6)

Deus está presente na alma de seu povo, quando querem os sinais externos de sua presença, mas agora que Davi está instalado no trono, começa a reviver a honra da arca. Aprendamos disto a pensar e falar de Deus com altura; e a pensar e falar com honra das sagradas ordenanças, que são para nós o que a arca era para Israel, o sinal da presença de Deus (Mt 28.20). Cristo é nossa Arca; em e por Ele manifesta Deus sua mediação, na que se mostra o nome de Jeová e todas Suas glórias. Os sacerdotes deviam levar a arca sobre seus ombros. Os filisteus podem levar a arca num carro sem sofrer por isso, todavia os israelitas não podem, pois isto não era o disposto por Deus.

Uzá foi morto de um só golpe por tocar a arca. Deus véu presunção e irreverência no coração de Uzá. A familiaridade com o mais digno de reverência, serve muito bem para despertar o desprezo.. se for um crime tão grande que alguém tocasse a arca da aliança, sem ter direito de fazê-lo, o que será dos que pretendem ter os privilégios da aliança sem viver à altura desta?

Obede-Edom abriu suas portas sem medo, sabendo que a arca era sabor de morte para morte somente para os que a tratavam em forma incorreta. A mesma mão que castigou a orgulha presunção de Uzá, recompensou a ousadia humilde de Obede-Edom. Que ninguém pense o pior do evangelho pelos juízos dos que o rejeitam, antes considere as bênçãos que traz para todos os que o recebem. Os chefes de família sejam estimulados a preservar a religião em sua família. É bom viver numa família que recebe a arca, porque todo o que a rodear andará melhor.

Ficou evidente que era bem-aventurado o homem que tinha a arca perto dele. Cristo é sem dúvida pedra de tropeço, e Rocha de escândalo para os desobedientes, porém para os que crêem, Ele é a Pedra do ângulo, eleita, preciosa (1 Pe 2.6-8).

ADQUIRA O E-BOOK “AS ARMAS DA BATALHA”
COMPRAR E-BOOK

Sejamos religiosos. É a arca uma bênção para as casas dos outros? nós podemos tê-la, com sua bênção, sem roubá-la de nossos vizinhos.

Davi ofereceu sacrifícios a Deus ao partir. Provavelmente nos vã bem em nossos esforços quando comecemos com Deus e diligentemente busquemos estar em paz com Ele. Somos tão indignos e nosso serviço tão contaminado, que todo nosso gozo em Deus deve relacionar-se com o arrependimento e a fé no sangue expiatório do Redentor. Davi estava presente com grandes expressões de gozo. devemos servir a Deus com todo nosso corpo e alma, e com todo dom e poder que possuamos. Nesta ocasião, Davi deixou de lado suas roupas reais e se pôs uma simples túnica de linho. Davi orou com o povo e por eles, e como profeta os abençoou solenemente em nome do Senhor.

Davi regressou para abençoar sua casa, para orar por eles e com eles, e para oferecer sua ação de graças familiar por esta misericórdia nacional. Trabalho de anjos é adorar a Deus e, certamente, não pode rebaixar ao maior dos homens.

Contudo, nem sequer os palácios dos príncipes estão isentos de problemas familiares. Os exercícios da religião podem parecer errados aos olhos dos que têm pouca ou nenhuma religião em si mesmos. Se nos apresentamos ante Deus aprovados no que fazemos em religião, e o fazemos diante do Senhor, não devemos prestar ouvidos às repreensões. A piedade terá seu elogio: não sejamos indiferentes, nem temamos nem nos envergonhemos ao reconhecê-lo. Davi se contentou com justificar-se e não repreendeu nem culpou a insolência de Mical, mas Deus a castigou. Deus honrará aos que o honram, porém serão pouco estimados os que o desprezam a Ele, a seus servos e a seu serviço.

Por Matthew Henry (comentário ao Antigo testamento)

Cadu
Siga-me

Cadu

Nossos dias são cheios de desafios que, se aproveitados, transformam-se em oportunidades relevantes para obtermos resultados. Tecnólogo, Jurista, Teólogo e SEO do Multiplicador de Conhecimento.
Cadu
Siga-me