Quem foi a primeira mulher do Éden ?

Alguns dizem que antes de Eva, existiu uma mulher, que teoricamente teria sido a primeira mulher de Adão. No primeiro capítulo do livro de Gênesis, versículo 27, está escrito que: Deus criou o homem à sua imagem e semelhança; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher; porém no segundo capítulo versículo 18: O Senhor Deus disse: ‘Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada, 

e é apenas no versículo 22 do segundo capítulo que Eva é criada: E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem.

Na verdade existem muitas interpretações, umas com veracidades e outras fantasiosas. Mais recentemente, esta história tem sido cada vez mais adotada sendo até discutida se é ou não contada na Bíblia. Porém, além da passagem referida abaixo, esta não é mais referida.

“Gênesis, versículo 27, está escrito que: Deus criou o homem à sua imagem e semelhança; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher; porém no segundo capítulo versículo 18: O Senhor Deus disse: ‘Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada, e é apenas no versículo 22 do segundo capítulo que Eva é criada: E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem.”

Lilith vem sendo cultuada dentro da alta magia desde então, como a deusa que rege a ponta da pirâmide, Lilith também era adorada primeiramente na antiga Babilônia.

Esta é uma interpretação tendenciosa sobre os fatos narrados no livro de Gênesis para sustentar a ideia também descrita no alfabeto de Ben-Sira, porém, como podemos observar lendo todo o capítulo 1 e 2, estas afirmações acima não se sustentam. Em Gênesis 1 temos os detalhes da criação do mundo a partir das trevas e das águas (sendo no sexto dia a criação do homem e da mulher) e no capítulo 2 de Gênesis temos uma outra narração partindo da terra. São dois eventos diferentes, sendo que o segundo foi escrito no tempo de Salomão e o primeiro, muito depois, no exílio Babilônico.

Observe que o primeiro versículo de:

Gênesis capítulo 2 simplesmente temos a conclusão dos últimos versículos do capítulo 1 E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto. – Gênesis 1:31 Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito (Gênesis 2: 1-2).

Devemos lembrar que a divisão dos capítulos da Bíblia só vieram ocorrer muitos anos depois, Não podemos afirmar que os eventos de Gênesis 2 vieram muito tempo depois dos ocorridos em Gênesis 1, porém podemos afirmar sim que, a partir de Gênesis 2: versículo 4, temos uma outra narrativa do que ocorreu em Gênesis 1. Na primeira o homem é criado por último, como ápice da criação, enquanto que na segunda o homem é criado em primeiro lugar e tudo é feito para ele: E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

Outra citação que não se sustenta é a que Adão diz Esta sim, é ossos dos meus ossos…, dando a ideia de Agora sim, está é minha verdadeira mulher…, pois se observar em todas as traduções (inglês, grego ou latim) não temos esta expressão esta sim, ou agora sim,. Em todas as traduções temos a versão — E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos… (Gênesis 2: 23). Judit Blair (2009) demonstra que todas as oito criaturas, que são mencionadas, são animais naturais.

Talvez dada a sua longa associação à noite, surge sem quaisquer precedentes a denominação screech owl, ou seja, como “coruja”, na famosa tradução inglesa da bíblia, na Versão da Bíblia do Rei James. Ali está escrito, em Isaías 34:14 que … the screech owl also shall rest there (a coruja também deve descansar lá).

É preciso salientar, comparativamente, que em uma renomada versão em língua portuguesa da Bíblia, traduzida por João Ferreira de Almeida, esta passagem relata que … os animais noturnos ali pousarão, não havendo menção da coruja, como é frequentemente, muito embora erroneamente, citado no Brasil (tratando-se de um claro exemplo da forte influência da cultura anglo-saxã no mundo lusófono atual).

Lilith (comumente o angelismo Lilith), em hebraico: לילית, em antigo árabe: ليليث, foi uma deusa adorada na Mesopotâmia associada com ventos e tempestades, que se imaginavam ser portadores de enfermidades e morte.

Lilith aparece como um demônio noturno na crença tradicional judaica e islâmica como a primeira mulher do personagem bíblico Adão, sendo que em uma passagem (Patai 81: 455f) ela é acusada de ser a serpente que levou Eva a comer o fruto proibido.

Fonte de Apoio Wikipédia.

Quer receber estudos Vips primeiro que todo mundo? Preencha o campo abaixo e seja um Multiplicador de Conhecimento.

Cadu
Siga-me

Cadu

Nossos dias são cheios de desafios que, se aproveitados, transformam-se em oportunidades relevantes para obtermos resultados. Tecnólogo, Jurista, Teólogo e SEO do Multiplicador de Conhecimento.
Cadu
Siga-me
2 Compart.
Compartilhar2
Twittar
Compartilhar
+1